Deus quer, o homem sonha, a obra nasce

Em formato blogue: uma espécie de álbum, quase livro de ponto(s),  para ir publicando/guardando alguns dos meus trabalhos de linhas e ag...

setembro 15, 2021

Alguns picôs

10 comentários:

  1. Pura delicadeza, o seu crochet!!! Amei o resultado!!!
    Beijinhos e continuação de boa semana
    Valéria

    ResponderEliminar
  2. Que trabalho tão bonito! Adorei :))
    -
    Beijo, e uma boa tarde

    ResponderEliminar
  3. São lindos acabamentos! beijos, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  4. Te han quedado muy bien, eres muy habil. Te mando un beso

    ResponderEliminar
  5. Que lindo acabamento, Fá, adoro!

    Tenha um bom fim de semana.
    Beijinhos e meu carinho

    ResponderEliminar
  6. Quem domina, mostra-o com mestria!
    Gostei também da cor!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Lindos,Fa! Não sei fazer e acho lindo quem faz! Aqui tenho uma irmã prendada nestas artes!
    Beijos!😍😘

    ResponderEliminar
  8. Muito mimosos e lindos!
    O verde matizado dá muita frescura ao trabalho...
    Beijinhos.
    ~~~~~~

    ResponderEliminar
  9. Querida amiga Fá, bom noite de paz!
    Gosto muito do ponto do primeiro trabalho e o uso muito.
    Adoro ver seu capricho e escolha de cores.
    Tenha novos dias abençoados!
    Beijinhos com carinho de gratidão e estima

    ResponderEliminar
  10. Gosto imenso de ambos!!! O segundo faz-me lembrar umas terminações de uns naperons antigos, ainda feitos pela minha avó... adoro o efeito em leque!
    Beijinhos! Bom fim de semana, estimando que se encontre de saúde, assim como todos os seus, Fá!
    Andei uma fase mais sumida, a deixar as consultas, exames e vacinas da minha mãe em ordem, antes desta fase mais problemática... mas começo a acusar um pouco esta fadiga pandémica... muito stress continuado... e agora nova fase problemática na calha, que mais uma vez vem estragar as reuniões de Natal... enfim! Lá vamos andando um dia de cada vez, com a velhota trancafiada no bunker, mais uma temporada... fazer o quê? Não dá para arriscar com as patologias crónicas dela...
    Tudo de bom, por aí, a Sul! Bem mais quentinho do que aqui, certamente... que apanho a aragem fresquinha de bater o dente, do micro-clima de Sintra... Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

«Que não me falte linha para remendar a vida, mas, sobretudo, que não me falte cores para bordá-la.»
(Edna Frigato)
.
Leia pf: Indicações sobre os Comentários